METODOLOGIA

O Ser Humano está ligado a capacidade de expressão e comunicação. Porém nos afastamos de nossa essência por todas as questões do mundo. Criamos barreiras externas e internas para sobreviver, bloqueando assim nossa própria caminhada.

Com a prática regular da dança, nossa metodologia propõe um caminho de auto descoberta. Através de estímulo, faremos a liberação de energias bloqueadas nos chakras ajudando a regular nosso campo energético (conhecido como aura).

A NOSSA JORNADA É DIVIDIDA NOS SEGUINTES NÍVEIS:

Nível 1: Terra - Iniciante             

Nivel 2: Água - Básico 

                   Fogo – Básico I

Nivel 3:  Ar - Intermed.

               Éter – Intermed. I

Nível 4: Luz- Avançado

              Pensamento – Avançado I

Nível 5: Infinito

              Profissionalizante

Nível Terra – 1º corpo - Ser

Iniciamos sua jornada no chakra Muladhara, ou seja, o suporte fundamental. O corpo etérico.

Neste nível inicial vamos trabalhar as bases de movimentos corporais, o seu vocabulário específico, a noção espacial e temporal, desenvolvendo a estabilidade, a confiança e a segurança.

Esta jornada começa na raiz. É por isso que o nível iniciante se chama “Terra”, que remete à estrutura e à força de base para iniciar essa caminhada. O objetivo é desenvolver a autonomia, a identidade e a sobrevivência.

 

A cor para este processo será vermelha, que representa o chakra básico (chakra Muladhara).

Nível Água – 2º corpo - Ter

No chakra Svadhisthana, vamos aperfeiçoar os movimentos de forma clara, expressiva e fluida. É o corpo emocional.

Neste nível básico, temos a introdução de ritmos, de tempo musical e de elementos que exigem mais desenvoltura corporal.

Esta jornada recebe o nome de “Água” porque o foco é o “movimento” e “fluxo”. Se o primeiro chakra é responsável por enraizar e formar uma base sólida, aqui no segundo, é deixar fluir.

 

O objetivo é trabalhar a vitalidade, a criatividade e a originalidade. Vamos eliminar os medos e as fobias estimulando as alegrias.

 

A cor para este processo será laranja, que representa o chakra sacral (chakra Svadhisthana).

Nível Fogo – 3º corpo – Saber

No chakra Manipura o foco será a sabedoria, o raciocínio e a autoconfiança. É o corpo mental.

Vamos praticar o equilíbrio, a musicalidade, os deslocamentos, as combinações mais elaboradas e emendas, a utilização de acessórios para desenvolvimento de criatividade e os movimentos de impacto.  É o momento de absorção, assimilação e transformação.

Este é o nível básico I rumo a uma nova caminhada de conhecimento.

Esta jornada recebe o nome de “Fogo” porque traz luz, calor, energia e poder. O chakra do plexo solar transforma a matéria em luz e calor, nos liberta de padrões mentais.

 

O objetivo é trazer de volta mais encanto e prazer para sua vida, adotando novos hábitos e avançando em direção ao novo caminhar.

 

A cor para este processo será amarela, que representa o chakra do plexo solar (chakra Manipura).

Nível Ar – 4º corpo - Amor

 

Iniciamos a caminhada para a autoaceitação.

 

É o processo do nível intermediário.

 

No Chakra Anahata, estimularemos o crescimento pessoal, mantendo a energia mental e física em equilíbrio.

 

Neste nível a dificuldade aumenta, mas esse desafio faz parte do processo de harmonia. Os movimentos serão mais elaborados com sequências coreográficas dinâmicas, memorização de coreografia e criação de frases dos movimentos, tendo o ritmo como elemento norteador. Utilizaremos também instrumentos e adereços.

Essa jornada recebe o nome de “Amor”, porque o foco é cura e harmonia. É o corpo astral, a capacidade de amar a si mesmo, aos outros e ao mundo. É a consciência do corpo e espírito.

O objetivo é promover a vivacidade e a mobilidade.

A cor para este processo será verde, que representa o chakra cardíaco (chakra Anahata).

Nível Éter – 5º corpo – Criar

Neste caminho criativo, o trabalho estará relacionado à capacidade de se expressar, de se comunicar e de criar independência.

 

O chakra Vishuddha significa purificação. É a nossa autoexpressão. É a nossa identidade criativa.

Neste nível intermediário I você já domina os movimentos circulares, infinitos e reverberados, bem como o espaço cênico. A nossa jornada neste ciclo é a decisão. Por isso as sequências coreográficas ganham uma nova roupagem trazendo o desafio da improvisação. O estudo é mais profundo e elaborado.

Esta jornada está relacionada ao elemento “Éter” cujo foco é a comunicação. Sua manifestação ocorre através das vibrações. Localiza-se no centro da garganta. É o corpo etérico. É o direito de falar e ser ouvido.

O objetivo é a juntar os símbolos (movimentos da dança), comunicar-se com o corpo e mente.

A cor para este processo será azul, que representa o chakra laríngeo (chakra Vishuddha).

Nível Luz – 6º corpo – Liderar

Estamos iniciando o corpo celestial.

O chakra Ajna é o nosso centro de comando. Através dele, percebemos o mundo externo.

Nessa Jornada de nível avançado, trabalharemos a nossa capacidade de clarividência (percepção que permite ver além da realidade simples). É a introspecção profunda.

 

Esta jornada recebe o nome de “Luz” porque o foco é intuição, clarividência e insight. É o direito de ver, é o autoconhecimento e o comando. É a chave para o desenvolvimento das capacidades psíquicas promovendo a conexão consciente com o espírito.

 

O objetivo é dominar os movimentos e a sua estrutura. Além disso, vai saber diferenciar repertórios, improvisações e composições coreográficas. Será capaz de se atentar para as diferentes sensações e percepções individuais e/ou coletivas que ocorrem dentro dos processos. O resultado é a imaginação, a autorreflexão e a estabilização espírito/matéria.

A cor para este processo será índigo, que representa o chakra do terceiro olho (chakra Ajna).

Nível Pensamento – 7º corpo – Servir

O chakra Sahasrara significa mil partes. Localizado no topo da cabeça, ele manifesta a consciência e a compreensão.  É o corpo casual.

 

No nível avançado I vamos fazer a conexão com a espiritualidade. É a integração de todo o ser.

 

Desenvolveremos a relação de ajuste de movimentos, cooperação entre os alunos e respeito entre as escolhas individuais ou de grupo.

 

O processo recebe o nome de “Pensamento” porque o foco é autotransformação, o crescimento espiritual, a consciência e o discernimento. É o direito de saber. É a identidade universal. É o autoconhecimento. É o ser puro porque simboliza um ponto de transição entre o visível e o invisível.

É a alquimia divina.

 

O objetivo é criar núcleos coreográficos para composição das danças.

 

 

A cor para este processo será violeta, que representa o chakra da coroa (chakra Sahasrara).

Nível Infinito – Evolução

Chegamos ao último estágio da nossa jornada e daremos inicio ao nível profissional, que exige evolução e humildade.

O chakra Umeral está localizado nas costas, na altura da omoplata esquerda. É um centro de reconexão interna do ser. Sua estrutura permite a troca de informações e energias com os corpos sutis, nos conectando com o corpo astral e mental.

 

Nessa jornada o seu corpo já responde com facilidade aos movimentos, você já reconhece os ritmos, as modalidades e os conteúdos históricos e culturais.

Além dos processos coreográficos, inicia-se o estágio em turmas, a preparação para o Sindicato da Dança e há orientações para o mercado profissional.

O processo recebe o nome de “Infinito” porque é através dele que as energias se

conectam equilibra as energias positivas e negativas em excesso. É um gerenciador energético.

O objetivo é fazer a retrospectiva de todos os níveis, limpar os movimentos e preparar o aluno para sua carreira profissional.

O objetivo é fazer a retrospectiva de todos os níveis, limpar os movimentos e preparar o aluno para sua carreira profissional.

A cor para este processo será dourada, que representa o chakra Umeral.